Eu fui paralisada pelo medo

Paralisada pelo medo

Uma das coisas que mais me limitava no início da minha jornada empreendedora era o medo! Pensa em uma pessoa medrosa... Pois bem, era eu!

Um dos grandes aprendizados que eu tive em 2015 foi em uma palestra da Paula Abreu, na qual ela disse:

"A cura do medo de entrar em movimento é entrar em movimento"

 

Parece meio loucura, né?

Eu tenho um negócio dentro de mim que me faz querer desafiar e testar alguns conceitos que aprendo, então resolvi colocar algumas pequenas coisas para rodar, mesmo com medo do que poderia resultar.

Após testar e analisar, eu concluí que, depois que você entra em ação, na real você passa a não ter mais tempo para ter medo! Rsrs...

Ele até chega a tentar aparecer, só que ele concorre com outros pensamentos e sentimentos, como: ideias, planos de ação, motivação, curiosidade, querer fazer acontecer! Então eu percebi que esse treco funciona mesmo! 

O problema é que a vida toda eu fui medrosa, então, por mais que eu quisesse ir com medo mesmo, em alguns momentos meu piloto automático assumia o controle e me fazia paralisar.

Eu precisava então de um lembrete, algo que me deixasse presente para o fato de que eu necessariamente precisava me manter em movimento.

A cura do medo é a AÇÃO

Foi então que eu criei essa imagem e a deixei de fundo de tela do meu celular. Ela me ajudou a não esquecer que eu tenho que me jogar de cabeça!

Dia após dia, o piloto automático foi perdendo força.... Quando estou com a mente vazia, ele insiste em dar as caras, afinal, ele mandou em tudo por aqui por tanto tempo, né? Seria estranho se eu conseguisse expulsá-lo de uma só vez, mas sinto que minha vida mudou e nessa nova estrada ele não sabe dirigir direito, então ele logo abandona o posto...

Estar em contato com pessoas que pensam como eu também me deu muita força! Acredito que, quando você percebe que não está sozinha, a coragem de agir apesar do medo se potencializa mais ainda!

Eu não sei por qual momento você está passando agora. Pode ser que você esteja paralisada, assim como eu estive um dia.

Se for esse o caso, o que te impede de trocar o seu piloto automático por um que seja mais ousado? Um que curta adrenalina, frio na barriga e aproveite essa emoção para acelerar um pouquinho mais?

Se você estiver se sentindo sozinha, te convido para fazer parte da minha lista! Semanalmente eu compartilho materiais interessantes, insights e aprendizados, além de trocar ideias com quem prefere entrar em contato por e-mail, ao invés das redes sociais. Afinal, nem todo mundo gosta de expor publicamente suas dúvidas, anseios e a si mesma. Essa é uma forma de sabermos que não estamos sozinhas nessa jornada.

E aí, vamos juntas?